RSS Feed

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

15 anos e etc


Daqui exatamente uma semana, vou completar 15 anos. Todos ficam me perguntando “vai ter festa?”, daí eu mesma me pergunto “pra que?”. Sério mesmo, pra que? Nos dias de hoje, qual a lógica de se fazer uma festa de 15 anos, senão apenas gastar um monte de dinheiro e encher a barriga dos outros, sendo que esses outros podem até ser pessoas amigas, mas que certamente irão falar mal de alguma da tua festa. Antigamente, as meninas debutavam em seus 15 anos para serem apresentadas à sociedade, para conhecerem os rapazes e talvez seu futuro marido, mas e hoje? Muitas já até tem namorado! Sem contar que hoje em dia separaram essa comemoração em “baile de debutante”e “festa de 15 anos”, que antigamente era uma coisa só. Podem até me dizer que é lindo, que é emocionante e tal, mas dura apenas UM (1) único dia! E podem dizer também (e dizem mesmo) “aah, 15 anos é só uma vez na vida”. Ora, disso todo mundo sabe, assim como todas as outras idades.
Não farei festa pelo simples fato de não enxergar nenhuma utilidade nisso. Fui às festas das minhas amigas, adorei, tudo muito lindo, mas eu não tenho vocação pra isso. Eu pedi aos meus pais um notebook e um celular novo e muitas pessoas me julgaram louca! Mas, caros leitores, vejam bem: eu vou ganhar um notebook e um celular que vão durar no mínimo 1 ano, quem me chamou de louca e fez uma festa teve aquela emoção por 1 DIA!  Com certeza, foi muito legal, muito lindo, mas foi só 1 dia. Algumas têm o DVD, mas aquilo tu só assiste, não vive de novo.
Não sei se eu que sou muito “moderna” em achar que um anel de 15 anos, juntamente com a festa, uma coisa ultrapassada ou todas as outras pessoas que são muito tradicionais.
No dia do meu aniversário, vou a uma pizzaria com as minhas amigas e no fim de semana, com a família. Vou comemorar duas vezes, já é mais que a festa e bem mais barato, vou rir, vou me divertir, tirar fotos. Só não vou dançar a valsa com meu pai, mas isso eu posso fazer em casa e vai ter o mesmo efeito.
Que coisa, não?


Mas claro, que se tu fores fazer uma festa, não deixa de me convidar, afinal, festa é festa!

3 comentários:

Matheus Eduardo disse...

Minha filha (se eu tiver uma) aos 15 anos ganhará uma viagem para onde quiser, e garanto que ela vai gostar mais disso do que de uma festa de algumas horas onde as pessoas só vão comer e falar mal.
falei.

Malu Walerko! disse...

pois é, festas não têm sentido

Daniel Manso disse...

é que depende, tem sentido só se tu convidar as pessoas certas ;)